Barca do Inferno

A Barca do Inferno é uma pequena editora independente que cria e publica livros ilustrados.
Sobre si contam: Tudo começou com a canção O homem da gaita de Zeca Afonso. Em 2012, registámos a marca para editar um livro com este poema/letra de canção e com ilustrações do Rui. Gostámos da experiência e como foram surgindo ideias para outros livros, resolvemos continuar.
É uma forma de partilharmos as coisas de que gostamos, os nossos sonhos e descobertas.
Acreditamos que os livros ilustrados são para todos e, por isso, procuramos, com todo o empenho, fazer livros para sonhar em qualquer idade!
Os nossos livros têm humor, música, arte, poesia, perguntas, cheiros, texturas, viagens e muitas descobertas. São para ler e reler, e para abrandar o tempo, neste tempo sem tempo.
O cuidado, o esforço e o investimento que requer cada projeto não permite muitas publicações, mas trabalhamos todos os dias porque acreditamos que alguém vai ficar feliz ao folhear um livro nosso.
Quem são os timoneiros da Barca?

Mafalda Brito
 
“Nasci em Leiria, em 1979, e vivi muitos anos em Lisboa. Licenciei-me em História da Arte e fiz um Mestrado em Ciências da Arte e do Património. Fui para Montauban, no sul de França, estagiar no Musée Ingres e regressei. Escrevi textos para o site do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian e criei a editora Barca do Inferno. Ganhei uma Bolsa de Criação Literária atribuída pela Direcção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas/Ministério da Cultura.”
 
Rui Pedro Lourenço


“Nasci em Leiria em 1973. Estudei pintura no Ar.Co., em Lisboa, onde vivi alguns anos. Trabalhei num jornal, em três livrarias, em publicidade, decoração e ilustração. Fiz algumas exposições de pintura. Ilustrei o primeiro livro em 2003. Em 2012, com a Mafalda Brito, criei a editora Barca do Inferno.”