Rini & Bastolini
Rini & Bastolini ao ar livre.jpg

Rini Luyks

Rini Luyks, acordeonista holandês, residente em Portugal desde o início dos anos ’90. Viajando pela Europa adquiriu um vasto repertório de música tradicional e popular de vários países. Em Portugal, além do trabalho como acordeonista a solo:
- Atuou como músico/actor em teatro e novo circo (Chapitô, O Bando, Artistas Unidos, TNDM II, Teatro Aberto, Casa Conveniente, Companhia de Teatro de Almada, Teatro da Comuna); 
- Fez parte de projectos de música moderna portuguesa (Ocaso Épico, Lucretia Divina, Boris ex Machina), do projecto Bigodes Band (interpretação da música de Nino Rota para filmes de Federico Fellini), do conjunto world-music Kumpania Algazarra, do Tchekhov Trio (banda sonora para a peça de teatro “O Ginjal” de Anton Tchekhov), faz parte do duo Rini & Bastolini (música tradicional europeia e melodias de sempre);
- Trabalhou na Fundação do Gil no projeto “Hora da Música” para crianças hospitalizadas (2004-2011);
- Trabalha a solo como músico de rua, acompanha espectáculos de contadores de estórias e marionetistas;
- desenvolve atividades como educador nas áreas do ensino da música, da língua neerlandesa e da modalidade de xadrez (treinador diplomado e Mestre Nacional de Xadrez).

Rini & Bastolini

Rini Luyks - acordeão, voz
Luís Bastos -  clarinete, voz

Duo de músicos que tocam juntos há duas décadas em vários projectos:
- Em 1998: músicos em "Olharapos" - animação permanente da EXPO '98
- Desde 2001 membros da Bigodes Band, a tocar música de bandas sonoras de Nino Rota para filmes de Federico Fellini, última actuação no Festival CCB "Big Bang" 2012
- Desde 2006: durante alguns anos membros da Kumpania Algazarra, banda world music, com actuações em festivais nacionais e internacionais
- Desde 2010: o duo Rini & Bastolini toca como repertório: melodias populares de sempre, temas de bandas sonoras, clássicos da música ligeira, tangos, boleros...
- em 2013: participação na banda de músicos do projecto "Mais Cultura" - bailes populares em sete bairros de Lisboa
- Temporadas 2013, 2014: músicos num trio a tocar a banda sonora da peça de teatro "O Aldrabão" - Teatro Nacional D. Maria II, encenador João Mota
- em 2014: participação no Festival " Lisboa Capital Europeia de Músicos de Rua"
- Em 2019: criação e execução da banda sonora da peça de teatro "A farsa do mestre Pathelin" - Teatro da Comuna, encenador João Mota
- Em 2021, 2022: músicos a acompanhar poesia ao ar livre no projecto "Poetry Bus" - festival MAP / Mostra de Artes da Palavra - Oeiras
- Em contínuo: trabalho musical em   festivais de contos e poesia, animações de rua, festas de casamentos, aniversários, etc.